TEATRO
Acompanhe o melhor do teatro adulto e infantil! As principais estreias nos palcos estão aqui.
Não deixe de ler as matérias e críticas.

Entrevistas e dicas de espetáculos

Elza Soares é homenageada em musical
Publicado em 09/10/2018, 22:00
11
Facebook Share Button
A garra da mulher brasileira. Artista, negra, que foi casada com Garrincha, dos grandes nomes do nosso futebol, sofreu, passou momentos difíceis devido à pobreza, violência doméstica, perda de filhos, mas também colheu louros com a sua força e talento para o canto, com momentos de esquecimento e também de sucesso.

Elza Soares com sua voz possante, que atinge vários tons, que emociona, é homenageada no musical com texto de Vinícius Calderoni, direção de Duda Maia, direção musical de Pedro Luís, Larissa Luz e Antônia Adnet e arranjos de Letieres Leite.

Em cena, várias atrizes vivem a cantora: Janamô, Júlia Tizumba, Késia Estácio, Khrystal, Laís Lacôrte, Verônica Bonfim e a atriz convidada Larissa Luz. Essas artistas também vivem outros personagens, como os familiares e amigos da cantora, além de personalidades marcantes, como Ary Barroso (1903-1964), apresentador do programa onde se apresentou pela primeira vez, e Garrincha.
O projeto, que foi idealizado por Andrea Alves, da Sarau Agência, a partir de um convite da própria Elza e de seus produtores Juliano Almeida e Pedro Loureiro, traz fatos conhecidos da vida de Elza e se diferencia do formato convencional das biografias musicais.

Além da mesma personagem ser vivida por várias atrizes ao mesmo tempo, a história não é mostrada de maneira cronológica, trazendo sucesso recentes, como A Mulher do Fim do Mundoe outras mais antigas como Se Acaso Você Chegasse, Lama, Malandro, Lata D’Água e Cadeira Vazia.

Para criar o texto, Calderoni leu e assistiu entrevistas que a cantora deu ao longo da vida e também pesquisou a obra de pensadoras negras, como Angela Davis e Conceição Evaristo, cujos fragmentos de textos aparecem na peça.

O diretor declara: “A Elza me disse: ‘sou muito alegre, viva, debochada. Não vai me fazer um musical triste, tem que ter alegria’. Isso foi ótimo, achei importante fazer o espetáculo a partir deste encontro, pois assim me deu base para saber como Elza se via e como ela gostaria de ser retratada”, conta Vinicius

Calderoni sinaliza que o processo de criação foi colaborativo, já que o texto foi elaborado a partir dos ensaios e encontros com a diretora e elenco.

A música também contou com uma criação colaborativa, com a participação das atrizes, das musicistas, dos diretores musicais e do maestro Letieres Leite.

Como destaque desse processo de trabalho, duas canções inéditas que estão na peça: Ogum, de Pedro Luís (Elza gravou e escolheu um verso do compositor para nomear seu último disco), e Rap da Vila Vintém, de Larissa Luz, que esteve envolvida com a gestação do musical desde a sua idealização.

FICHA TÉCNICA
Elenco: Janamô, Júlia Tizumba, Késia Estácio, Khrystal, Laís Lacôrte, Verônica Bonfim e a atriz convidada Larissa Luz.
*nos dias 8, 10, 17 e 18/Nov, Larissa Luz será substituída pela atriz Bia Ferreira

Musicistas: Renata Montanari (violões, cavaquinho e voz) , Georgia Camara (bateria e percussão), Guta Menezes / Grazi Pizani (trompete, flugelhorn e gaita), Marfa Kourakina (baixo), Neila Kadhí (programações, pandeiro, guitarra e voz) e Lis de Carvalho (teclado, sanfona, escaleta e voz).

Direção: Duda Maia
Texto: Vinícius Calderoni
Direção Musical: Pedro Luís, Larissa Luz e Antônia Adnet
Arranjos: Letieres Leite
Idealização e Direção de Produção: Andréa Alves

Cenário: André Cortez
Figurinos: Kika Lopes e Rocio Moure
Iluminação: Renato Machado
Visagismo: Uirandê de Holanda
Design de Som: Gabriel D'Angelo
Design de som associado: André Breda, Bruno Pinho e Rodrigo Oliveira
Diretora Assistente: Letícia Medella
Colaboração Dramatúrgica: Larissa Luz, Janamô, Júlia Tizumba, Késia Estácio, Khrystal, Laís Lacôrte e Verônica Bonfim
Arranjos vocais e programações: Larissa Luz
Cenógrafa assistente: Tuca Benvenutti
Assistente de iluminação: Maurício Fuziyama

PRODUÇÃO
Coordenação de Produção: Leila Maria Moreno
Produção Executiva: Rafael Lydio
Assistente de produção: Andrea de Lara, Priscila Cardoso e César Augusto
Produção local: Bruno Barros

COMUNICAÇÃO
Assessoria de imprensa: Factoria Comunicação
Projeto Gráfico: Beto Martins
Fotografia: Silvana Marques
Vídeos: Elisa Mendes
Assistente de vídeo: Eloi Leones

TÉCNICA
Operador de Luz:Tiê Fabiano
Operador de Som: Felipe Malta e Gabriel D'angelo
Microfonista: Eder Eduardo
Diretor de palco: Edilson Risoleta
Camareira: Marceli Araújo
Cenotécnico: André Salles
Pintura de Arte: Naira Santana
Aderecista: Gabriel Barros
Costureiras: Fátima Félix e Deyside Rios
Coordenador de RF: Eder Eduardo e Felipe Malta

EQUIPE SARAU
Direção Geral: Andréa Alves
Direção de Produção: Leila Maria Moreno e Vivi Borges
Produção Executiva: Mariana Sobreira e Rafael Lydio
Produção de Planejamento: Bruno Barros e Ana Caroline Araújo
Produção de comunicação: Marcelo Alves e Daniel Barboza
Prestação de contas: Débora Giangiarulo
Coordenação Administrativo-financeira: Luciana Verde
Apoio de Produção e Office Boy: Leandro Barbalho
Estagiário de produção: César Augusto.
Citações: Conceição Evaristo e Maya Angelou

AGRADECIMENTO ESPECIAL
Elza Soares, pela confiança; aos produtores Juliano Almeida e Pedro Loureiro, pelo convite e a Rafael Gomes, fonte de inspiração.

AGRADECIMENTOS
Arquivo Nacional, Junior Perim, Celso Alvim, Maurício Tizumba, Benoni Hubmaier, Guilherme Kastrup, José Miguel Wisnik, 220 Decibéis - Soluções em Áudio.

SERVIÇO

ELZA
De 18 de outubro a 18 de novembro de 2018
Quinta a sábado, 21h. Domingos e feriados, 18h
Local: Teatro Paulo Autran – 1.010 lugares
Valores: R$ 50 (inteira). R$ 25 (meia entrada: estudante, servidor de escola pública, + 60 anos, aposentados e pessoas com deficiência). R$ 15 (credencial plena do Sesc - trabalhador do comércio de bens, serviços e turismo matriculado no Sesc e dependentes)
Venda online a partir de 9/10, às 12h, e venda presencial a partir de 10/10, às 17h30.
Duração: 120 minutos
Recomendação etária: 14 anos

SESC PINHEIROS
Endereço: Rua Paes Leme, 195
Bilheteria: Terça a sábado das 10h às 21h. Domingos e feriados das 10 às 18h
Tel.: 11 3095.9400

Estacionamento com manobrista: Terça a sexta, das 7h às 21h30; Sábado, das 10h às 21h30; domingo e feriado, das 10h às 18h30. Taxas / veículos e motos: para atividades no Teatro Paulo Autran, preço único: R$ 12 (credencial plena do Sesc) e R$ 18 (não credenciados).
Transporte Público: Metrô Faria Lima – 500m / Estação Pinheiros – 800m
Clique nas imagens para ampliar:



DE OLHO NA CENA ® 2015 - Todos os Direitos Reservados
. . . . . . . . . . . .

DE OLHO NA CENA BY NANDA ROVERE - TUDO SOBRE TEATRO, CINEMA, SHOWS E EVENTOS Sou historiadora e jornalista, apaixonada por nossa cultura, especialmente pelo teatro.Na minha opinião, a arte pode melhorar, e muito, o mundo em que vivemos e muitos artistas trabalham com esse objetivo. de olho na cena, nanda rovere, chananda rovere, estreias de teatro são Paulo, estreias de teatro sp, criticas sobre teatro, criticas sobre teatro adulto, criticas sobre teatro infantil, estreias de teatro infantil sp, teatro em sp, teatros em sp, cultura sp, o que fazer em são Paulo, conhecendo o teatro, matérias sobre teatro, teatro adulto, teatro infantil, shows em sp, eventos em sp, teatros em cartaz em sp, teatros em cartaz na capital, teatros em cartaz, teatros em são Paulo, teatro zona sul sp, teatro zona leste sp, teatro zona oeste sp, nanda roveri,

CRISOFT - Criação de Sites ® 2005
HOME PAGE | QUEM SOU | TEATRO ADULTO | TEATRO INFANTIL | MULTICULTURAL | CONTATO
CRÍTICAS OPINIÕES CINEMA
MATÉRIAS MATÉRIAS SHOWS
ESTREIAS ESTREIAS EVENTOS