TEATRO
Acompanhe o melhor do teatro adulto e infantil! As principais estreias nos palcos estão aqui.
Não deixe de ler as matérias e críticas.

Entrevistas e dicas de espetáculos

Grupo Galpão estreia Outros em São Paulo
Publicado em 11/01/2019, 22:00
22
Facebook Share Button
O grupo apresentou o seu novo espetáculo Outros em Belo Horizonte, no Galpão Cine Horto, espaço que gerenciam, e depois fez curta temporada no Rio de Janeiro.

As estreias são sempre muito esperadas pela qualidade das produções que realizam.

Conheci o Grupo Galpão em 1992, com a encenação da montagem Romeu e Julieta e desde então é um prazer acompanhar a sua trajetória e também um dever (enquanto amante do teatro, membro do júri do Prêmio Aplauso Brasil e jornalista cultural).

O Galpão completa 37 anos de estrada neste ano e realiza um trabalho de pesquisa para a criação dos espetáculos. Muita dedicação, pesquisa e estudo (de corpo e voz). É um dos grupos brasileiros que mais viaja, pelo país e pelo exterior.

Depois de Nós, com direção de Marcio Abreu, último trabalho realizado, que estreou em 2016 e está em repertório, o Galpão estreia OUTROS, continuidade da parceria com Abreu.

Outros é uma montagem em processo, que flerta com a performance, e foi criado a partir de muitas experimentações e intervenções nas ruas para contato com o público.

A presença nas ruas ocorreu para que a escuta fosse algo essencial para a concepção das cenas, dando voz assim ao outro, numa época em que o individualismo impera.

Durante o processo de criação, foi fundamental o laboratório sobre vivência de performance, ministrado pela atriz e performer Eleonora Fabião.

Frigorífico, do francês Joel Pommerat, e Os embebedados, do russo Ivan Viripaev foram obras estudadas para dar á equipe subsídios para a realização de um trabalho que busca discussões sobre o nosso cotidiano.

Os artistas pretendem provocar o espectador a refletir sobre a construção da memória e o impacto do agora no porvir. Não traz um discurso pré-definido e trata de questões relacionadas ao momento em que vivemos e das questões que o tornam não mais viável. Claro que, nessa reflexão, a arte e o lugar do artista (importância dos artistas) têm espaço primordial.

A ideia é colocar em discussão a necessidade de ruptura com pensamentos e estruturas arraigadas para que novos horizontes sejam possíveis.

A música, composta pelos próprios atores, que a executam ao vivo, é de suma importância para que o conteúdo apresentado ganhe força.e seja realizada uma comunicação com o público. Nas palavras do diretor, ¨OUTROS descreve trajetórias entre o cheio e o vazio, entre a insuficiência das palavras e a potência do silêncio, entre construção e ruína, entre os tempos, passado, presente e futuro e que busca interligar o artístico, o existencial e o político, reagindo à dureza e à violência desses tempos nossos quando a ignorância usada como arma sustenta um fascismo crescente e contra o qual precisamos lutar com as armas das linguagens, do amor, do erotismo e da consciência¨

O Galpão conquista o sucesso nas suas realizações a partir da parceria realizada com artistas competentes, muitos já parceiros de longa data.

Babaya, que assina a Preparação vocal, e Ernani Maletta, preparação musical e arranjos vocais/instrumentais, são exemplos de artistas que realizam com o Galpão um trabalho intenso de canto, musicalidade e aprimoramento instrumental.

Num país em que a arte, e o teatro, claro, mereceriam mais apoio, a trajetória do Galpão é um exemplo de sucesso, sucesso conquistado a partir de muito talento e dedicação. Tive o privilégio de acompanhar dias de trabalho de criação no galpão de ensaios, em Belo Horizonte.

Desde cedo há estudo de voz e coro e ensaios, preparação vocal e instrumental (já que nos seus trabalhos geralmente a trilha é executada e interpretada ao vivo pelos atores).

Não vou me ater aos dados históricos porque eles estão disponíveis no site (www.grupogalpao.com.br), mas vale ressaltar que com a criação de “Ó pro cê vê na ponta do pé” e “A comédia da esposa muda” o grupo começou a chamar a atenção do público de Minas Gerais e, no decorrer dos anos, a passagem por festivais foi um meio para mais pessoas conhecerem o talento de todos.

Em 1992, com a direção de Gabriel Villela, o antológico Romeu e Julieta, encenado numa veraneio, começou a encantar plateias brasileiras e também no exterior. O texto de Romeu e Julieta ganhou a prosódia de Guimarães Rosa e referências mineiras, tão presentes no cotidiano do diretor e da trupe teatral.Foi um momento mágico do nosso teatro. Teatro de rua que foi parar no Globe Theatre, em Londres, teatro que foi de Shakespeare, com excelentes críticas.

Romeu e Julieta foi um ponto essencial para a trajetória do Galpão, que a partir daquele momento começou a ser conhecido no Brasil e no mundo e hoje se consagra como O Galpão, que se constitui como um grupo de atores que realiza o teatro de pesquisa e está sempre aberto a desafios.

Como a ideia é sempre crescer enquanto artistas e cidadãos, sempre foram convidados diferentes diretores para as montagens: Fernando Linares, Paulinho Polika, Eid Ribeiro, Gabriel Villela (que além de Romeu e Julieta dirigiu, posteriormente, A Rua da Amargura e Os Gigantes da Montanha), Cacá Carvalho, Paulo José, Ulisses Cruz, Paulo de Moraes, Yara de Novaes, Jurij Alschitz, Marcio Abreu e tantos outros.

O Grupo Galpão prova que o sucesso é fruto de muita dedicação. Antes da temporada paulistana de Outros, faz apresentações em Belo Horizonte do sarau poético De tempo Somos, dentro da programação da Campanha de Popularização do Teatro e da Dança.
A temporada paulistana do Galpão conta também com apresentações de Nós, dias 9 e 10 de março de 2019, também no Sesc Bom Retiro.


OUTROS
Dir: Marcio Abreu
ESTREIA (aberta ao público com venda de ingresso) - 24 de janeiro, às 21h
25 de janeiro a 03 de março de 2019
sexta e sábado, às 21h; domingo e feriado, às 18h
Vendas pelo site https://www.sescsp.org.br, a partir de 15/01 e nas unidades do Sesc, a partir de 17h30, do dia 16/01
***
NÓS (classificação indicativa: 16 anos)
Dir. Marcio Abreu
9 e 10 de março de 2019
Sábado, 21h e domingo, 18h
Vendas pelo site https://www.sescsp.org.br, a partir de 26/01 e nas unidades do Sesc, a partir de 17h30, do dia 27/0
Sesc Bom Retiro | Alameda Nothmann, 185 – Campos Elísios/São Paulo
R$30,00 (inteira), R$15,00 (meia) e R$9,00 (Credencial Plena Sesc)
Info.: (11) 3332-3600
*Funcionários da Petrobras e portadores do cartão com bandeira da empresa têm direito a 50% de desconto na compra de até dois ingressos, mediante comprovação (crachá funcional ou cartão).
Site: www.grupogalpão.com.br

FICHA TÉCNICA | OUTROS
ELENCO
Antonio Edson, Beto Franco, Eduardo Moreira, Fernanda Vianna, Inês Peixoto, Júlio Maciel, Lydia Del Picchia, Paulo André, Simone Ordones e Teuda Bara
EQUIPE DO ESPETÁCULO
Direção: Marcio Abreu
Dramaturgia: Eduardo Moreira, Marcio Abreu e Paulo André
Iluminação: Nadja Naira
Cenografia: Play Arquitetura – Marcelo Alvarenga
Figurino: Paulo André e Gilma Oliveira
Trilha e efeitos sonoros: Felipe Storino
Direção de movimento: Kenia Dias
Colaboração artística: Nadja Naira, Felipe Storino e Kenia Dias
Preparação musical e arranjos vocais/instrumentais: Ernani Maletta
Preparação vocal: Babaya
Adereços: Junia Melillo
Interlocuções artísticas: Leda Martins e Eleonora Fabião
Assistência de direção: Paulo Andre, Lydia Del Picchia e Eduardo Moreira
Assistência de cenografia: Thays Canuto
Assistência de iluminação e operação de luz: Rodrigo Marçal
Cenotécnica e construção de objetos: Joaquim Pereira e Helvécio Izabel
Assistência de sonorização e operação de som: Fábio Santos
Assistente técnico: William Teles
Assistente de produção: Cleo Magalhães
Confecção de figurino: Bárbara Toffanetto, Maria Antônia, Penha Hermisdorf e Sonia Maria da Boa Viagem
Estagiárias de cenografia: Taísa Campos e Laís Martins
Estagiárias de figurino: Emiliana Normandia, Élida Murta e Maria Cândida Lacerda
Técnica de Gyrotonic: Waneska Torres
Registro e cobertura audiovisual: Luiz Felipe Fernandes
Fotos: Guto Muniz
Músicas originais: Beto Franco, Fernanda Vianna, Inês Peixoto, Julio Maciel e Paulo André, Lydia Del Picchia e Luiz Rocha, Teuda Bara e Luiz Rocha
Projeto gráfico: Estúdio Lampejo
Produção executiva: Beatriz Radicchi
Direção de produção: Gilma Oliveira
Produção: Grupo Galpão

GRUPO GALPÃO
ATORES
Antonio Edson - Arildo de Barros - Beto Franco - Chico Pelúcio - Eduardo Moreira -
Fernanda Vianna - Inês Peixoto - Júlio Maciel - Lydia Del Picchia - Paulo André - Simone Ordones - Teuda Bara

EQUIPE
Gerente Executivo – Fernando Lara
Coordenadora de Produção – Gilma Oliveira
Coordenadora de Planejamento – Larissa Scarpelli
Coordenadora de Comunicação – Bárbara Prado
Coordenadora Administrativa – Wanilda D’Artagnan
Coordenador Técnico e Técnico de Luz – Rodrigo Marçal
Produtora Executiva – Beatriz Radicchi
Cenotécnico – Helvécio Izabel
Técnico de Som – Fábio Santos
Assistente Financeiro – Cláudio Augusto
Assistente Administrativa – Andréia Oliveira
Assistente de Comunicação - Letícia Leiva
Assistente de Planejamento – Emiliana Normandia
Auxiliar Técnico – William Teles
Auxiliar Administrativo – Rayane Gregório
Recepcionista – Cídia Edvania Santos
Serviços Gerais - Danielle Rodrigues
Gestor Financeiro de Projetos – Artmanagers
Assessor Contábil – Maurício Silva
E mais
DE TEMPO SOMOS – UM SARAU DO GRUPO GALPÃO
19 e 20 de janeiro de 2019
Campanha de Popularização do Teatro e da Dança – Belo Horizonte (MG)


Clique nas imagens para ampliar:



DE OLHO NA CENA ® 2015 - Todos os Direitos Reservados
. . . . . . . . . . . .

DE OLHO NA CENA BY NANDA ROVERE - TUDO SOBRE TEATRO, CINEMA, SHOWS E EVENTOS Sou historiadora e jornalista, apaixonada por nossa cultura, especialmente pelo teatro.Na minha opinião, a arte pode melhorar, e muito, o mundo em que vivemos e muitos artistas trabalham com esse objetivo. de olho na cena, nanda rovere, chananda rovere, estreias de teatro são Paulo, estreias de teatro sp, criticas sobre teatro, criticas sobre teatro adulto, criticas sobre teatro infantil, estreias de teatro infantil sp, teatro em sp, teatros em sp, cultura sp, o que fazer em são Paulo, conhecendo o teatro, matérias sobre teatro, teatro adulto, teatro infantil, shows em sp, eventos em sp, teatros em cartaz em sp, teatros em cartaz na capital, teatros em cartaz, teatros em são Paulo, teatro zona sul sp, teatro zona leste sp, teatro zona oeste sp, nanda roveri,

CRISOFT - Criação de Sites ® 2005
HOME PAGE | QUEM SOU | TEATRO ADULTO | TEATRO INFANTIL | MULTICULTURAL | CONTATO
CRÍTICAS OPINIÕES CINEMA
MATÉRIAS MATÉRIAS SHOWS
ESTREIAS ESTREIAS EVENTOS