TEATRO
Acompanhe o melhor do teatro adulto e infantil! As principais estreias nos palcos estão aqui.
Não deixe de ler as matérias e críticas.

Entrevistas e dicas de espetáculos

AULA VIRTUAL SOBRE O THÉÂTRE DU SOLEIL.- 14 anos da defesa de Doutorado da prof(a )Deolinda de Vilhena
Publicado em 27/0//2021, 17:00
39
Facebook Share Button
AULA VIRTUAL SOBRE O THÉÂTRE DU SOLEIL.

Lembrando os 14 anos da defesa de Doutorado com a tese Os Modos de Produção no Théâtre
du Soleil à luz da produção teatral francesa desde 1968: uma exceção na exceção cultural?

Parabéns!
Uma aula sobre a criação e o funcionamento do Soleil, o espaço, a criação, o pensamento e as
ações…uma grande paixão da Profa. que acredita na arte como meio de transformação.
História de amor com o público nas palavras de Deolinda.
A ideia era fazer um teatro diferente, coletivo, num espaço definido. Uma trupe permanente
que busca a fidelização do público e tem a bilheteria como a sua principal fonte de renda. Para
Deolinda, o sucesso da trupe vem dessa forma de produção. Antecipou o maio de 68 e surgiu
como uma organização igualitária com o uso de recursos próprios.
A meta é a excelência artística. Jovens estudantes franceses criaram o Soleil contra a corrente
do lucro, acreditando que o público deve ser o grande mecenas do teatro.
O Soleil é um teatro que faz uma história muito bonita, com um público cativo. Muitas
histórias de pais que levam os filhos para o teatro. Ariane Mnouchkine é a diretora que guia
essa trupe com uma direção antenada com o que está acontecendo no mundo e que faz
questão de valorizar a identidade francesa da companhia. Deolinda fez um apanhado do
surgimento e funcionamento da trupe. Um cotidiano extremamente recheado de atividades,
com os integrantes cuidando de todos os detalhes para a manutenção da Cartoucherie, a sede
do Soleil.
Para entrar na trupe, geralmente entram como estagiários. Não existe papel principal; os
papeis são escolhidos através de improvisações e existe um espírito solidário entre os atores
(na troca de informações e experiências para o trabalho). Ariane diz que a qualidade do Soleil
começa no exato momento em que ele recebe o seu público. Por esse motivo, o respeito
começa desde a qualidade do café e nos mínimos detalhes do espetáculo. Horário preciso para
o início das sessões, por exemplo. Princípios e excelência artística. Um teatro de cunho popular
¨elitista para todos¨. Não tem a figura de um produtor. É uma cooperativa operária de
produção. Operários da arte.
Além de valorizar a bilheteria, Ariane acredita no subsídio do Estado e na ligação do Soleil com
o Ministério da Cultura. Ariane tem que apresentar espetáculos num determinado período de
tempo e todos os balanços do funcionamento do Soleil; é preciso pagar uma taxa e as
informações estão disponíveis no site do Tribunal de Contas
A iniciativa privada, segundo Deolinda, entra, em especial, para viabilizar projetos no
exterior. Chegar ao Soleil é um acontecimento. A ideia é que o público chegue antes do
espetáculo (pelo menos 1h de antecedência) para esquecer o seu dia e entrar num outro
mundo.
Obs. Ônibus para que o público não precise pagar mais um ticket. Trabalho diário, leituras,
busca da alta qualidade que faz com que o artista tenha que se doar bastante para o
trabalho. Estilo de vida, uma opção de vida, com profissionais que estão lá há anos e outros

que ficam cerca de seis, sete anos. Muitos saíram para outros ares e com a experiência de
trabalhar numa trupe reconhecida. Talvez, nas palavras de Deolinda, mais conhecido fora do
que na França...
Comédie-Française e o Soleil representam o teatro na França e sempre vieram ao Brasil em
momentos especiais (como o Impeachment da Dilma e o fim do Ministério da Cultura - com a
comédia As Comadres), menos do que deveria, sobretudo devido à estrutura, pois Ariane
sempre leva toda a estrutura para as apresentações.
 Dica de filme Ariane Mnouchkine - A Aventura do Théâtre du Soleil 
www.theatre-du-soleil.fr
Sobre Deolinda: Professora do Departamento de Técnicas do Espetáculo e Professora
Permanente do Programa do PPGAC da UFBA (Mestrado/Doutorado). No momento, cumpre
um ano de Estágio Senior na universidade de Paris Ouest Nanterre La Défense, com supervisão
do Prof. Dr. Emmanuel Wallon. Pós-Doutorada (2008/2010 bolsista FAPESP) com tutoria de
Silvia Fernandes na ECA/USP. Doutora (2007) e Mestre (2002) em Théâtre et Arts du Spectacle
pela Sorbonne Nouvelle-Paris III, orientada por Jean-Pierre Ryngaert. Mestre em Artes Cênicas
pela Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo (2001). Jornalista,
graduada pela Faculdade da Cidade (1983). Líder do GIPE-CIT – Grupo Interdisciplinar de
Pesquisa e Extensão em Contemporaneidade, Imaginário e Teatralidade. Trabalha
fundamentalmente com produção teatral, atuando principalmente nos seguintes temas:
cadeias produtivas da cultura, formação e qualificação, políticas culturais, teatro brasileiro,
teatro francês e economia da cultura.
DE OLHO NA CENA ® 2015 - Todos os Direitos Reservados
. . . . . . . . . . . .

DE OLHO NA CENA BY NANDA ROVERE - TUDO SOBRE TEATRO, CINEMA, SHOWS E EVENTOS Sou historiadora e jornalista, apaixonada por nossa cultura, especialmente pelo teatro.Na minha opinião, a arte pode melhorar, e muito, o mundo em que vivemos e muitos artistas trabalham com esse objetivo. de olho na cena, nanda rovere, chananda rovere, estreias de teatro são Paulo, estreias de teatro sp, criticas sobre teatro, criticas sobre teatro adulto, criticas sobre teatro infantil, estreias de teatro infantil sp, teatro em sp, teatros em sp, cultura sp, o que fazer em são Paulo, conhecendo o teatro, matérias sobre teatro, teatro adulto, teatro infantil, shows em sp, eventos em sp, teatros em cartaz em sp, teatros em cartaz na capital, teatros em cartaz, teatros em são Paulo, teatro zona sul sp, teatro zona leste sp, teatro zona oeste sp, nanda roveri,

CRISOFT - Criação de Sites ® 2005
HOME PAGE | QUEM SOU | TEATRO ADULTO | TEATRO INFANTIL | MULTICULTURAL | CONTATO
CRÍTICAS OPINIÕES CINEMA
MATÉRIAS MATÉRIAS SHOWS
ESTREIAS ESTREIAS EVENTOS